sexta-feira, maio 12, 2006

What is it?

Is it the place? Is it the people? Is it the ambiance? What makes me feel like shit anyway? Nowhere seems to be there... No one seems to be the one...
I feel rotten at home.
I feel rotten out here.
Maybe it isn't where, when or who... Maybe it's me...
Maybe outer peace is only possible if there's inner peace..
Until I feel at home within myself and I'm my best friend I will never feel really confortable or at ease...
I repudiate chlichés but I envy those who live in them...
I hate me. I hate them. I hate this. I hate that. I hate, hate, hate, hate, ....
When will there be a time for loving and living?
When will there be peace?

2 comentários:

^vVv^ disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
^vVv^ disse...

Este post fez-me lembrar um pequeno insight que tive à pouco tempo a ver o "Estranho Mundo de Jack" ("Tim Burton's The Nightmare Before Christmas") em que, a certa altura, uns habitantes da Cidade do Halloween dizem: "a vida não tem piada sem uns bons sustos... é a nossa função, MAS NÃO SOMOS MAUS"...

Ora, o que é que isto tem a ver com o teu post, perguntas tu... E eu respondo: Tudo!

Queixas-te em demasia da tua dor e do quanto isso te faz doer, focalizando-te nisso mesmo, e não saindo desse buraco, parecendo não perceberes que as emoções, sendo positivas ou negativas, são parte da vida (ou utilizando as palavras do T. Burton, são o que dão piada à vida e não têm de ser más, apesar de fazerem doer).

O teu esforço tem sido mais eliminar a ressonância destas emoções (tens medo delas) do que, propriamente, aprenderes a viver com os significados que atribuis às experiencias e que te fazem sentir como te sentes (a vida não tem piada sem as emoções).

Enquanto andares nesse esforço para te livrares das partes de ti que não te agradam (os comprimiditos sempre ajudam nesta tarefa... mas não conseguem, os fracalhotes: "friggin pills"!!!) nunca podes ser a tua melhor amiga, porque os amigos aceitam-se como são, independentemente de serem chatos, terem pelos no nariz, ou cheirarem a sovaco (no fundo, terem coisas que não te agradam)... assim o entendo!

Beijocas fortes!