segunda-feira, junho 02, 2008

Menos

Engraçada esta palavra que arranjei para travar o descambar duma qualquer frase ou conversa.
Por vezes sinto que é o vocábulo que melhor me define.
No outro dia dizia-me um Amigo que achava que eu podia fazer mais… Disse somente isso… Depois suspirou e encolheu os ombros sabendo de antemão que se se tentasse explicar melhor era “metralhado” com as mil e uma desculpas e queixumes que, decerto, já conhece de cor.
Podia fazer mais. Podia ser mais. Sei que é verdade e que as desculpas são a minha escapatória para não me erguer e enfrentar a vida.
Perante as comparações óbvias com pessoas na mesma situação ou então ainda pior que eu, refuto veemente dizendo que cada pessoa é uma pessoa e eu sou eu! Não sou eles… Como dizia a criança em “Der Himmel under Berlin”: - Porque é que eu sou eu e não tu?...
Em tempos disse a este meu Amigo que julgava que uma pessoa que me é muito próxima sofria do “Complexo de Deus”. Justifiquei-me contando que quando a dita pessoa errava, nada podia ser dito sobre o assunto. Porém, se mais tarde alguém cometesse erro igual ou similar e, entre gritos e acusações lhe apontasse que ele tinha errado da mesma forma, a resposta era (ainda é): - Mas eu, sou eu!
Pelos vistos não sou muito diferente desse indivíduo que pensa que tem a autoridade divina…
Quando me dizem: - Ó miúda, tens tudo para seres grande e teres sucesso. Muitas pessoas sofrem das mesmas doenças que tu e piores e têm resiliência. Muitos têm azares duma dimensão catastrófica comparados com os teus desaires e nunca desistem até conseguirem provar que até o destino desafiam…
Engraçado, o meu Amigo é uma dessas pessoas, as tais da resiliência… Admiro-o tanto mas nunca o vi como um exemplo a seguir. Até porque o acho muito, mas muito, acima de mim… A ele imagino-o em cima dum telhado em pelo furacão a gritar: - Vem minha besta! A mim não me derrubas! LOL Que imagem mental tão cómica…
Mas o que quero mesmo dizer, perante todas estes conselhos e partilhas de como as outras pessoas se erguem perante a vida, “dão a outra face” e vencem os infortúnios, é que EU SOU EU!
Quem sai aos seus…

6 comentários:

Marta disse...

Sabes, vivi durante muito tempo numa redoma e quando partiu em mil pedaços, o choque foi brutal..
"Sobrevivi" e aprendi a lição; há que estudar as prioridades e depois, avançar...
Não tenhas medo de cometer erros; aprende com eles....e confiar nos amigos, nos bons amigos é essencial...
Desculpa o desabafo - obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

Fátima André disse...

Renard,
Nós podemos sempre fazer mais e melhor ou menos (depende da perspectiva). Mas como diz e muito bem, todos temos um ritmo, necessidades e interesses diferentes. Ninguém é igual a ninguém e ninguém tem o direito de exigi-lo. Não seria nosso amigo. O amigo respeita-me e aceita-me como sou. Pode dar-me conselhos, são bem vindos. Ms eu sou livre se os seguir ou não.
Agora quanto aos problemas de saúde... acho que se deve agarrar à vida e procurar agradecer o que de bom a vida lhe reservou de bomo para si e para os outros. Se vê bem dê graças por todas as manhãs poder olhar nos olhos das pessoas que ama e ver o brilho no seu olhar; olhar pela janela e sentir o toque do vento; o cheiro a maresia... que dons maravilhosos que tanta gente não pode desfrutar.
Sabe que falo de cor, não sei qual o seu problema. Eu também tenho muitos problemas de saúde e que me limitam muito a minha vida a nível físico. Apesar de já ter ficado paralizada várias vezes entre muitos outros infortunios... continuo a achar que a vida é o dom mais belo.
É importande aceitarmo-nos como somos, com as nossas limitações. Procure amar-se a si própria.

Umas vezes temos que SER MENOS: egoístas, palermas, mentirosos, solitários...

Outras vezes temos que SER MAIS:
altruístas, amantes, simpáticos,caridosos, solidários, sociais...

O meu sorriso e um abraço de esperança e solidariedade

Fátima André disse...

Olha o meu sorriso ficou perdido... aqui vão três
:):):)

Jade disse...

Temos sempre momentos na vida, uns bons outros maus!Mas é nos maus que vemos quem é nosso amigo, aquele que incentiva e ajuda. Muitas vezes falta-nos as forças, lembra-te que nunca estás sozinha! Avança, arrisca...não esperes pelo amanhã e nunca, mesmo nunca te desvalorizes!!!
:)
Beijos e abraços
Jade

BC disse...

Boa noite renard!
Como vês arranjaste já muitas pessoas que te vêm visitar o que não aconTecia há uns meses atrás.
Provavelmente as tuas palavras têm
se imposto como eu te disse muitas
vezes.

E A VIDA VAI ROLANDO....ROLANDO!!!
:) ;) S

RENARD disse...

A Todas o meu obrigada!
É bom ter quem me "ouça", acarinhe e aconselhe.
Têm o meu respeito, carinho e amizade.

Beijos e festinhas :)